quarta-feira, 24 de junho de 2009

Crônica

O azul que revoluciona

Ah! Quem disse que o capitalismo ficaria somente no alto consumo de bens materiais duráveis, metalizados, plastificados, texturizados... e assim por diante.
Hoje, a validade, seja de seis ou do seu concorrente brasileiro de trinta e seis horas, são suficientes absolutos para enrijecer a alegria de homens e mulheres, ávidos pelos prazeres que foram se esvairindo com o passar dos tempos. Ah! A juventude!
No dia do seu lançamento, a mais de dez anos, receituários se espalharam por todos os cantos – o milagre parecia dar asas aos homens para voarem além do horizonte. Também pudera, quem no estado de algumas décadas vividas não queria livrar-se de incômodos e, diga-se, constrangedores acessórios para a cama ir acompanhado?!
Que miséria, basta um gole d’água e dois quartos de hora para emplacar.
E não pensem vocês que essa incrível providência não tem os que são contrários. Mulheres, um pouco cansadas para acompanhar seus homens rejuvenescidos batem o pé: - e o medo das peles aveludadas como um pêssego, com tudo nos devidos lugares, sem ainda não terem sentido a ação da gravidade, que para o centro do mundo, tudo puxa!
E ainda para ajudar, sabe-se que falar livremente nos consultórios da fragilidade potência, auxilia no diagnóstico de outros problemas que, em muito, comprometeriam o desfrute desses renovados prazeres.
Mas esperem pra ver, na concorrência para suprir a máscula virilidade versus curar a tímida frigidez feminina, novas e revolucionárias químicas irão aparecer para incrementar esse capitalismo afrodisíaco e ser mais uma etapa na história da sexualidade humana.

Maria da Conceição Falcade Bassan Forti
(tarefa para o 7º encontro – 24/6/09)


Crônica elaborada através do artigo da Revista Veja, edição 2052, ano 41, nº 11, página 94, de 19 de março de 2008 – Editora Abril.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Ah!!! Descobri quem é "Era de Aquarius"!
    Muito bem, Conceição, amei encontrar seu blog. Parabéns pela iniciativa.

    Muito em breve esta crônica também fará parte do BLOGCRONICANDO... Muito criativa!

    []S

    Luzia

    ResponderExcluir